top of page

Quando neoanarquismo e populismo de esquerda se encontraram: a política do cidadanismo?

Confira resenha do livro "Máscaras e bandeiras: populismo, cidadanismo e protesto global, de Paolo Gerbaudo", por Nina Santos, diretora do Aláfia Lab, coordenadora acadêmica do desinformante* e pesquisadora da Universidade Federal da Bahia (UFBA).


Os protestos de junho de 2013 são um marco inconteste na vida política brasileira. Quase dez anos depois, muitos dos temas e das chaves interpretativas que pautam nossas discussões emergiram naquele momento. Junto com a Primavera Árabe, Occupy Wall Street, Indignados, entre outros, as Jornadas de Junho fazem parte das ondas de protestos que ocorreram em diversas partes do mundo e marcaram uma transformação nas ações coletivas.


O debate sobre as consequências desse processo tem sido intenso e Paolo Gerbaudo inicia sua contribuição com o livro Redes e ruas: mídias sociais e ativismo contemporâneo, e continua sua reflexão no lançamento Máscaras e bandeiras: populismo, cidadanismo e protesto global. Nesta obra, o autor traz o neoliberalismo e o populismo para o centro da análise dos protestos.





コメント


bottom of page